quarta-feira, julho 20, 2011

Obra prima do momento - Artes plásticas


Christina's World - Andrew Wyeth (1917-2009)
The woman crawling through the tawny grass was the artist's neighbor in Maine, who, crippled by polio, "was limited physically but by no means spiritually." Wyeth further explained, "The challenge to me was to do justice to her extraordinary conquest of a life which most people would consider hopeless." He recorded the arid landscape, rural house, and shacks with great detail, painting minute blades of grass, individual strands of hair, and nuances of light and shadow. In this style of painting, known as magic realism, everyday scenes are imbued with poetic mystery.

O Testamento

POR ARTUR PAIXÃO

Serafino Condesso, natural de Bordaleja de Baixo, portador do B.I. 222771, casado, em pleno uso das suas faculdades mentais, declara como é de usança e seu direito, expressar as suas últimas vontades, porque não tarda um fósforo estão por aí os abutres do costume para medir o caixote que a coisa está mesmo por um fio, o que, francamente não me chateia mesmo nada.
Estou farto de reumatóides, artroses, artrites, dificuldades respiratórias, prisão de ventre e uma outra data de chatices que me injectam e cápsulas esquisitas com que me atulham as goelas já faz uma quantidade de luas e suas fases. Recuso-me admitir mais clisteres, transfusões de sangue e, sobretudo, aquela maldita vara que segura o saco do soro.
Assim, cedo a quem interessar a Leopoldina, minha consorte, sem quaisquer condições, bem como a minha sogra, veneno puro, velha gaiteira de costumes inclassificáveis. Em pleno uso dos meus direitos de cidadania como claramente determina a Constituição, lego parte do jardim da minha freguesia, urinol incluído, um décimo da sua superfície a bem da comunidade porque, se bem entendo, é espaço de minha e vossa propriedade. Ao Tesouro Público, aos glutões da Fiscalidade que sempre ignorei, deixo-lhes gostosamente a hipoteca a que não liguei peva e, evidentemente, os quinze ou vinte IRS por liquidar. Dos poucos terrenos circundantes do casebre, aproveitem os rabanetes e as urtigas que dão excelentes sopas.
À Nação, enquanto isso mesmo, à politica e aos Srs. Políticos que a vão destruindo pedra sobre pedra segundo li no jornal O Diabo até ao último pelintra, não deixo coisa nenhuma senão as pesadas despesas de que haverá gordo registo nas contas finais do hospital.
Órfão e sem descendência – A Leopoldina é uma ribeira seca conforme foi certificado cientificamente – resta-me um monte de ossos e um canto do olho que vislumbra, ainda, o excelente par de mamas da enfermeira Adozinda – que Deus a proteja – que se vai arrastando em torno da minha maca com sofrida ternura.
Ao meu único primo, o Anacleto, deixo-lhe a incumbência de liquidar as últimas quotas ao Bordalegense que não satisfiz por absoluta insuficiência de fundos como justa compensação dos dinheiros em que não pus o olho aquando da última poda de que me encarregou e também como paga das indecências que acamou com a Leopoldina enquanto me derreava a cavar-lhe a vinha. Não deve ter safado um único cochicho de prazer, o coitado, com aquela espécie de vagem seca, mas cá se fazem cá se pagam.
Não interessará a ninguém mas deixo, contudo, o testemunho da minha miserável incapacidade de ter sido alguém – dizem que por ter tido convulsões em pequeno e muita tosse convulsa - não passar duma besta quadrada, não ter sabido amar senão o meu gatito a quem a Leopoldina já deve ter torcido o pescoço e não entender isso que tanto ouvi dizer que a vida é bela quando em todo o tempo sempre me senti uma inutilidade, um tronco nodoso à deriva na Ribeira Grande.
É verdade que vivi alguns pequenos prazeres com a boa da D. Felismina na vacaria onde me pedia para a ajudar a mungir a Florbela, um amor de vaca tal qual a sua dona e o pôr do sol da ponta do casebre enquanto me regalava com uma lata de sardinhas com o gatito e um garrafão de tinto verde que não paguei ao Ti Timóteo, que certamente não vai ralar-se um copo que seja com o desaforo.
Vêm aí os Srs. Doutores, solenemente cabisbaixos para o que deve ser o seu último veredicto. Vou fazer o impossível para lhes abrir um sorriso amigo, grato com as atenções que me dispensaram apesar da imposição dos malditos clisteres.
Por último, ficaria também muito grato a alguma boa alma que fizesse o favor de repor num dos oratórios da capela de S. Gervásio uma imagem barroca que dali subtraí sem intuitos criminosos, num momento de devoção inexplicável que o patrono da freguesia de certo me perdoará e a quem prestarei contas senão já saldadas.
Devem existir ainda alguns trocos debaixo do meu travesseiro que gostava fossem entregues aos coveiros. Isto se a puta da minha sogra não os trocou por tinto do Dão por que sempre manifestou comovente predilecção.
O porteiro do hospital, o Sr. Gamito, um gajo impecável e a querida mulher da limpeza fizeram-me o subido favor de testemunhar esta tristeza por obrigatória e estúpida exigência legal. Assina Serafino Condesso que vai desta para melhor, ex-vassoureiro da Junta de Freguesia de Bordaleja de Baixo, com todo o respeito pelo Sr. Presidente da mesma, um péssimo cantoneiro mas um copo do antigos.

Obra prima do momento - Pop


Walking Disasters - The Wombats

sábado, julho 16, 2011

Tortour de France.



Eles sobem, eles malham, eles suam, gemem, ralham,
perseguem e são perseguidos,
escapam do pelotão como da prisão os bandidos.
E há sempre um infeliz que a dois metros da meta
acaba por ser apanhado,
e há sempre um desgraçado que dá de fuças com a sarjeta
ou vai em frente contra o arame farpado.
Puta de vida montada no selim,
toca de trepar Pirinéus acima e pelos Alpes de seguida e até ao fim!

Eles drogam-se, alteram-se, injectam-se e é muito natural:
quem pedala assim não está no seu estado normal
e quem corre por sobressalto muito se cansa
na tortura de asfalto, na loucura do alto do Tour de França.

Obra prima do momento - Biografia



"O desconforto de Lamsdorff - que era considerável - foi partilhado por toda a comitiva imperial [russa] que considerava os encontros com o kaiser um completo martírio. Guilherme dava-lhes lições sobre bailado russo, colocava-lhes questões pessoais bruscas, trocava-lhes deliberadamente os nomes e ria-se ruidosamente. Pior ainda, pregava partidas humilhantes ao seu próprio séquito diante deles - dando palmadas no traseiro do seu chefe do Estado-Maior ou cortando os suspensórios de alguém - de modo que os russos ficavam sem saber para onde olhar. O ministro da corte, Fredericks, disse que cada encontro com o kaiser o deixava completamente destroçado."

Os Três Imperadores - Miranda Carter

A febre da velocidade segundo Almada Negreiros.



A velocidade parou em absoluto todos os significados.



A velocidade desloca-se por entusiasmo e nunca descarrila da felicidade.



A minha amante é a velocidade que eu monto.



O meu cérebro é que me arrasta a mim atrás dele no galope vitória da velocidade maior!



Viva a velocidade aceleradamente prémio!



Viva o verbo ganhar sempre por correr demais!



A eternidade existe sim mas não é tão devagar.




Texto: José de Almada Negreiros in K4 - O Quadrado Azul | 1917
Fotografia: Carina Wiesner
Lay-out Slot ScalexTrick: Paulo Hasse Paixão

Elogio do autoclismo.

triptico1

Vieram do corno de África despejados 

ordenados numa tribo de mecanismos,
vieram - Voom! - da lama merda e de alma lerda,
escatológicas figurinhas, anúncio de cataclismos.

Vieram e infestaram o cenário com um corolário
de costumes manias, negócios almoços,

sopas de pacote,
deuses de chicote,
contra-sinfonias desalegrias de moedas atonais nos bolsos.


triptico 2

Desceram porventura p'la aventura de um inferno de celofane
e pararam - Stop! - só a mando dos semáforos

que instalaram pelos desertos, pesadelos abertos,
mortos dispertos desde a invenção dos fósforos.

Vieram e multiplicaram-se - Zás - com o cio de comunistas,
corja de alpinistas na montanha horizontal,
 

pulularam - pop! - populistas, maus soldados, zoom turistas
pela geografia política do atraso mental.

Na sua febre amarela descobriram - hurra! - a caravela,
a direcção assistida e o artifício e o comício da arca congeladora,

enquanto cavavam a trincheira fogueira mangedoura
que havia de guardar no final juízo as cinzas do paraíso.


triptico3

Arrasaram montanhas - Puf! - e entre outras façanhas
de ecologista ginecologista ainda foram violar o útero da lua;

arrastaram o fardo da história sem honra nem glória
e chutam cavalo selvagem - Hiá! - ao fim da viagem no jardim da minha rua.

É por estas e por outras rábulas vãs, que todas as manhãs
uma precaução sempre tenho:
expelir o humanismo do organismo,
santa purga de virtude e autoclismo - na casa-de-banho.