sexta-feira, abril 26, 2013

Tudo o que não sabemos.

 photo mateacuteriadouniverso.jpg

A dimensão da ignorância humana é absolutamente devastadora. No gráfico em cima, que representa, grosso modo, a repartição comparativa da matéria cósmica, ilustra-se bem a tragédia da ciência contemporânea. Sabemos alguma coisa sobre a matéria atómica e subatómica, mas não o bastante para uma teoria unificada de campo. Alguns vêem na Teoria das Cordas essa solução compatibilizadora entre comportamentos atómicos e sub-atómicos. Mas ainda assim, esta teoria refere-se a cerca de  4% do tecido do cosmos. Quanto aos restantes 96%, zero de conhecimento. Sabemos só que existe energia negra e matéria negra, porque a arquitectura do modelo standard assim o exige e porque alguma coisa tem andado a contrariar as forças da gravidade no universo, caso contrário a sua expansão seria impossível. Mas mais nada. Rigorosamente mais nada.
Homo Sapiens. A sério?