sábado, maio 08, 2021

Saturno visto pela Cassini.

Ao contrário das desinteressantes missões a Marte, a sonda Cassini, cuja odisseia começou em 1997 e durou quase 20 anos, 13 deles na órbita de Saturno, conseguiu imagens de uma beleza recordista. Reparem bem no poder cinemático desta compilação:



E em termos científicos, há aqui mais conteúdo do que em cem viagens ao planeta vermelho. As fascinantes e sobrenaturalmente belas imagens do trânsito de Enceladus, uma das luas mais interessantes de todo o sistema solar, obtidas pela Cassini em 2006, mostram geisers exuberantes, que implicam a presença de água em estado líquido. E como não se cansam de repetir os biólogos de toda a parte, onde há água em estado líquido, haverá vida.



O Elon Musk, já para não falar da NASA, que é um caso perdido, podia muito bem canalizar as energias da sua imaginação e uns trocos da sua fortuna para mais missões como a da Cassini e esbanjar menos com aqueles foguetões desajeitados com que planeia levar turistas ao deserto. Até porque deserto por deserto, o Atacama é mais bonito. E fica mais perto.

Marte em 4K.

Não é propriamente belo, este planeta inóspito, desertificado e fúnebre. E como tudo o que é feio, fica mais feio ainda em alta resolução.
Cada vez mais me pergunto se são cientificamente pertinentes os investimentos que têm sido feitos na exploração deste vasto cemitério. Cada vez mais me pergunto se não haverá destinos mais interessantes, no nosso sistema solar. Destinos em que exista uma remota hipótese de encontrar vida. Ou, pelo menos, uma remota hipótese de tirar belas fotografias. Marte não nos dá nem uma coisa nem outra.

Entrar com o pedal direito.



Confirmando o seu estatuto de favorito ao top 5 do Giro de Itália deste ano, depois do brilharete que fez o ano passado nesta prova, João Almeida conseguiu no contrarrelógio/prólogo de hoje um magnífico quarto lugar, à frente de contrarrelogistas consagrados como Rémi Cavagna ou Jos van Emden, à frente (detalhe muito importante) do seu colega de equipa barra rival directo Remco Evenepoel, e ganhando para cima de 20 segundos a todos os outros favoritos à vitória final, com excepção de Aleksander Vlasof, a quem o ciclista Português "só" roubou sete segundos.
Considerando a performance de hoje e levando em conta que esta edição do Giro termina com um contrarrelógio de 30 quilómetros (mais que o triplo da distância desta primeira etapa), vejo com algum optimismo a hipótese do João acabar o Giro no pódio. É claro que até lá mil desgraças podem acontecer, porque o ciclismo é uma modalidade inventada pelo diabo, mas a simples possibilidade de ter um Português a lutar pelos primeiros lugares de uma das três provas mais importantes do calendário da UCI já me dá uma satisfação maluca.

Uma conversa sobre ciência como uma conversa sobre ciência deve ser.

A falência do darwinismo articulada por 3 reputadíssimos cientistas com opiniões muito diferentes sobre as origens da vida mas com um valor fundamental em comum: a ciência é uma disciplina que não sobrevive à ausência de livre arbítrio. Que não prospera sem discórdia. Que não triunfa sem contraditório. E é por isso que esta conversa arbitrada por Peter Robinson e deliciosamente interpretada por David Berlinski, David Gelernter, e Stephen Meyer é das coisas mais bonitas, mais iluminadas, que podemos encontrar na net.

Também acontece comigo.

"With each year of my life I'm less convinced that there's anything at all subjective about beauty."

David Gelernter . Professor of Computer Science at Yale University

quinta-feira, maio 06, 2021

CNN Host Says People Who Don’t Take the Vaccine Should be Socially Ostracized by Friends & Family

During a segment on his show, Smerconish discussed a suggestion made by prosecutor Michael Stern in a USA Today opinion piece about vaccination uptake.
“We’ve gotta shun folks, we’ve gotta shun people into getting vaccinated,” said Smerconish, agreeing that businesses should make getting the vaccine mandatory as a condition of employment.
However, he also asserted that family members and friends should socially ostracize those who choose not to take the vaccine.

French warships arrive in Jersey for showdown with Royal Navy – Normandy 'ready for war'

Just over an hour after dozens of French fishing boats descended on Jersey's port of St Helier this morning, the EU country has sent naval ships to assist. The small naval gendarmerie vessel, the Athos (A712) was seen hurtling towards the island "at full speed" this morning and is believed to be accompanied by fellow patrol boat Le Themis. The French naval ships arrived at Jersey at about 10.45am, according to tracking data. (...)

Quantas pessoas morrem por causa das vacinas C-19?

Boa pergunta. Assustadora resposta: 3300 só nos Estados Unidos, até agora. Uma média de 30 por dia. Morreu mais gente em 4 meses por causa desta vacina do que nos últimos 15 anos por causa das outras vacinas todas que são administrada na América. E isto com números que pecam lioucamente por defeito, conforme demonstra Tucker Carlson, em mais um segmento esclarecedor.

quarta-feira, maio 05, 2021

Finnish Politician Faces Up to 6 Years in Prison For Citing Bible, Criticizing Homosexuality

Current Finnish Member of Parliament and former Minister of the Interior Päivi Räsänen was charged on three hate crime counts, with the investigation being triggered by her posting Romans 1:24-27 in response to the participation of the Finnish Lutheran Church in the 2019 LGBT Pride festival.
Another of the charges relates to Räsänen’s participation in a 2018 radio show on the question of “what would Jesus think about homosexuals?” (...)

Quantum Double-Slit Experiment Offers Hope for Earth-Size Telescope

A new proposal would use quantum hard drives to combine the light of multiple telescopes, letting astronomers create incredibly high-resolution optical images. (...)

Frase da semana:

"It's easier to fool people than to convince them that they've been fooled."

Mark Twain

A CIA é uma anedota.

 Mas eu não sei se hei-de rir, se hei-de chorar.

terça-feira, maio 04, 2021

Estou a citar-me:

Quanto mais sei de Ciência, mais acredito em Deus. Quanto mais sei de História, mais acredito no Diabo.

US National Debt Passes $28 Trillion, +$4.7 Trillion in 13 Months. General Treasury Account Down by $480 Billion in 2 Months, $620 Billion to Go

(...) The incredibly spiking US gross national debt, after kissing the line a couple of times for a moment, finally, and suddenly by a big leap, jumped over the $28-trillion mark, with a $143-billion leap in one day on Wednesday, March 31, following some big Treasury sales. (...)

WTF Prize

Europe: 19,916 ‘Eye Disorders’ Including Blindness Following COVID Vaccines

Hundreds of cases of blindness are among the 19,916 reports of “eye disorders” to the World Health Organization’s European drug monitoring agency following injection of experimental COVID-19 vaccines. (...)

A discoteca da minha vida #93: "Aman Iman", Tinariwen

Chegou a hora do rock tuaregue. Hã? Sim, sim: rock tuaregue. Dedilhados electrificados que vêm de um oásis algures escondido entre as dunas do Sahara, no norte do Mali. Rock guerrilheiro e pagão, rock ritual, rebelde e delicado lamento de nómadas. Sim, sim: Tinariwen. Uma banda que vem de outro espaço, de outro tempo, carregada de guitarras que são armas de fogo, de vozes que são facas de mato, de tambores que são exílios.

"Aman Iman" ("Água é Vida", em Português), o terceiro disco dos Tinariwen, editado em 2007, é qualquer coisa de sobrenatural. Ibrahim Ag Alhabib, a figura central da banda, transforma-se aqui e definitivamente num profeta da cultura berbere, grandiloquente e mágico interprete da voz de um povo, sereno contador de sofrimentos, inspirado trovador da liberdade.



Tive a sorte (e o mérito!) de os ver actuar ao vivo, no Forte de S. Filipe, em Setúbal, em 2009, se bem recordo. Foi um daqueles concertos que corresponderam inteiramente às minhas melhores expectativas, tanto a nível sonoro como cenográfico.


Entre Jimmy Hendrix e Lawrence da Arábia, entre B.B. King e Carlos Santana, entre Bob Marley e Shaka Zulu, os Tinariwen erguem gloriosa e despudoradamente a sua bandeira de traficantes de poesia, de contrabandistas da música. São lindos. São uma banda monumental.

Já não estou assim tão grosso, pois não?

Quando comecei a escrever aqui, no princípio da segunda década deste século, sobre a alta probabilidade de uma guerra civil na América, toda a gente considerou que eu tinha bebido um copo a mais. Talvez porque liam nas minhas palavras, mal, um abrir de trincheiras novecentistas. A Segunda Guerra Civil Americana vai fazer jorrar sangue, sim (já o está a fazer), mas é mais cultural do que bélica e vai necessariamente passar por colapsos económicos, sem os quais não há volição para convulsões mais dramáticas, e pelo desenvolvimento insano de políticas totalitárias por parte da esquerda, que também já sucedem mas que tendem a atingir a insustentabilidade social. 

Seja como for, e se aqui há uns anos a hipótese que levantei parecia influenciada por uma análise desviada pelo excessivo consumo de Famous Grouse, hoje em dia, porém, a probabilidade alta de um conflito civil, desagregador, na América é um assunto mainstream.  Até Ben Shapiro, a cabeça falante mais mainstream das cabeças falantes da direita americana reconhece a inevitabilidade de uma cessação.



Neste clip, o célebre pundit do Daily Wire foca a problemática na irresponsabilidade e no fanatismo da maior parte dos intérpretes mediáticos americanos, mas não é só a imprensa que navega rumo ao icebergue do caos. Políticos radicais, bilionários progressistas, estrelinhas de Hollywwod, instituições de segurança e defesa como a CIA e o FBI e o Pentágono, conselhos de administração de grande parte das maiores empresas americanas, tubarões de Wall Street, Lobistas de Washington, juízes do supremo, procuradores dos grandes centros urbanos, activistas de Portland, programadores de Seatlle, justiceiros sociais de São Francisco, comissários das organizações do desporto profissional, enfim, toda esta multidão aposta hoje, tudo, na destruição do legado constitucional e cultural e histórico da nação, nas políticas de identidade e na revolução neo-marxista, realizada em guerra aberta e declarada contra a classe média americana.

E o problema não é bem a cessação que, se for pacífica, até será uma solução menos má para os cidadãos desta periclitante federação. O problema é que todo o Ocidente vais sofrer barbaramente e declinar acentuadamente com a polarização global que se vai seguir. E só o Partido Comunista Chinês tem a ganhar com uma geografia política dividida pelas duas Américas.

Pensem por exemplo num cenário geo-estratégico em que uma república conservadora dos estados do sul e mais alguns do interior, vai ter como aliados naturais e constantes (sem flutuações derivadas das escolhas do eleitorado), Israel, a Polónia, a Hungria e grande parte dos estados balcânicos, o Japão, a Índia e, muito provavelmente, a Rússia. Por outro lado, a federação de estados progressistas do norte e dos litorais do continente teriam como aliados orgânicos, dentro do mesmo critério de constância, a China, o Canadá e a União Europeia (ou o que restar dela no entretanto, porque a cessação americana vai criar mais tensões na União do que aquelas que já existem). É o fim da Nato. É o fim da velha cooperação atlântica como a entendemos até aqui, é o fim dos equilíbrios globais que permitiram uma relativa paz nos últimos setenta e cinco anos. É o bordel total. A tal crise mãe de todas as crises para a qual os chineses usam um caractere que também significa: oportunidade.

domingo, maio 02, 2021

Primary School Introduces Rewards for Kids Who Report “Sexist” Language Such As “Lets Go, Guys”

Children as young as three years old at the Anderton Park Primary School have been instructed to hold up posters rejecting the use of “sexist” language, which includes banned words and phrases such as ‘let’s go, guys’, ‘man up’, ‘grow a pair’ and ‘boys and girls’. (...)

MemeVille #16


Conservadores de todo o mundo:

Agora que as grandes corporações mundiais assumiram abertamente o combate às pequenas empresas, à classe média e ao livre arbítrio, numa aliança de trevas com o movimento totalitário dos estados;

Agora que a lógica dos mercados financeiros não pode ser mais niilista e alheia às realidades do tecido sócio-económico e o seu quadro moral consagra exclusivamente a ganância, a especulação e o individualismo espúrio do salve-se quem puder;

Agora que o grande capital alinha declaradamente com o Partido Comunista Chinês, alinha declaradamente com obscuras elites que pretendem abolir a democracia em nome de dúbios valores e falsas ameaças de apocalipse, alinha declaradamente com sistemas ideológicos que vão contra todos os fundamentos da civilização ocidental em particular e da dignidade humana em geral;

Agora que as multinacionais atingiram patamares omnipotentes de supremacia social e política que lhes permitem influenciar decisivamente as câmaras legislativas e os gabinetes executivos, que lhes permitem desencadear a guerra sem justificação plausível para além do lucro, que lhes permitem manipular a opinião pública através do medo e do ódio racial, que lhes permitem censurar os cidadãos, no desrespeito pelas leis das respectivas repúblicas, e até os seus representantes políticos, no total desprezo pela validação eleitoral;

Agora que estas organizações de gigantismo abstruso e distópico premeiam a disfunção em favor da razão e o igualitarismo em desfavor do mérito, agora que favorecem o parasitismo opulento dos concelhos de administração em sacrifício do valor do trabalho e da prosperidade comum, agora que privilegiam o compadrio corporativo enquanto combatem a livre iniciativa;

Agora que estas corruptas máquinas de aniquilação cultural, agora que estes aparelhos de extermínio espiritual e religioso, agora que estes sistemas de tirania sobre o pensamento não necessitam sequer de cumprir preceitos de boa gestão - destratando os seus mercados e ofendendo os seus clientes - porque encontraram maneira de forçarem os governos e, logo, os contribuintes, a financiarem as sucessivas falências que decorrem das suas más práticas e obscenas filosofias, num atrevimento chantagista que é inédito na História Universal;

Agora que o capitalismo se transformou numa máquina totalitária, de imenso poder destrutivo, chegou a altura de fazer a sua crítica.

sábado, maio 01, 2021

Two-year-old baby DIES during Pfizer’s Covid-19 vaccine experiments on children

Within six days of receiving a second injection of Pfizer’s experimental Wuhan coronavirus (Covid-19) vaccine, a two-year-old baby enrolled in the company’s clinical trials for children passed away, new reports indicate.
The ongoing trials include more than 10,000 children aging in range from five to 11 in one of the groups, and another 10,000 children as young as six months old in the other. These trials have been taking place since mid-March with the soon expectation that the jab will be “authorized” for use in children and babies.

O meu pé pesado #09: em Silverstone, com Jimmy Broadbent.

Toda a gente que tem interesse nas corridas virtuais sabe quem é Jimmy Broadbent. Porque é um rapaz simpático. Porque é rápido. E porque há uns 8 anos atrás encontrava-se numa muito difícil curva da vida e agora é um milionário do Youtube que acabou de cumprir a sua primeira corrida como piloto profissional.

Jimmy, que sofreu durante boa parte da juventude de depressão crónica, problema que inviabilizou e destitui a sua existência, levando-o à situação extrema de sem abrigo, é hoje uma estrela mundial. Tem um canal no Youtube com mais de 600 mil subscritores, uma multidão incondicional de fãs, dinheiro à farta e uma pequena colecção de automóveis que inclui um Nissan GT. Acontece porém que ainda vive num anexo exíguo de dois metros por quatro, no jardim de casa dos pais, que começou a habitar quando o seu mundo desabou. Talvez porque ainda não se sinta completamente confiante para uma existência independente. Talvez porque o cubículo faz parte integrante da sua imagem de marca.

Ainda assim, e depois de dar inúmeras provas de competitividade nas corridas virtuais, vencendo as 24 Horas de Le Mans e as 500 milhas de Indianapolis e conseguindo subir ao pódio por várias vezes em muitas das mais reputadas e exigentes competições online do calendário da simulação de corridas, a Praga, que é uma marca de protótipos que corre no Britcar Endurance Championship, convidou-o para pilotar um dos seus carros. Vemo-lo aqui, em primeiro plano, com alguns dos pilotos da sua classe.


O Praga R1 que Jimmy conduz é motorizado por um Cosworth Turbo que debita 365 cavalos e está montado num chassis em carbono que pesa apenas 643 quilos, pelo que se trata de uma bomba a sério. Ei-lo em todo o seu esplendor:

A primeira corrida deste campeonato de resistência teve lugar a semana passada em Silverstone, na variante "International" do lendário traçado inglês. A variante é bem mais curta que o circuito onde se corre, por exemplo, o grande prémio de Fórmula 1 britânico, mas é bastante desafiante em termos técnicos, com três curvas cegas (Abbey, Chapel e Stowe), muito rápidas, que são difíceis de negociar na perfeição.

Concretizando o sonho de uma vida, Jimmy Broadbent não se saiu mal de todo, considerando a sua inexperiência e, sobretudo, a inadequação física às exigências de condução de um protótipo com uma relação peso potência incrível e sem direcção assistida. Muito bem acompanhado pela piloto Jem Hepworth com quem faz equipa na Team J2, o célebre sim racer conseguiu fazer quarto na classe e sexto na geral, no computo das duas mangas da prova.

Eis o testemunho vídeo de Jimmy, que, como bom Youtuber, vê na sua carreira como piloto da vida real uma oportunidade imperdível para enriquecer o conteúdo do seu canal.



Ora, como sigo este bom rapaz já há uns anos, e estou contente com o seu trajecto e orgulhoso dos seus sucessos, celebro aqui no blog a sua primeira corrida como piloto profissional, mimetizando virtualmente, dentro do que é possível, esta aventura.

O Assetto Corsa inclui o Praga de 2016, que é um protótipo parecido com o actual, praticamente com o mesmo chassis e com o mesmo motor Cosworth, embora atmosfericamente aspirado. Este carro tem assim menos 80 cavalos ou coisa que o valha e praticamente o mesmo peso.

Devo dizer que nunca até aqui tinha conduzido o Praga e que a variante "International" de Silvestone também não me é muito familiar, embora conheça bem os dois terços do perímetro que constituem o circuito original. Por isso, e porque no Assetto Corsa corro sempre com a inteligência artificial ligada nos valores máximos, estava um bocado céptico sobre a minha capacidade performativa.

Mas depois das primeiras voltas da sessão de qualificação, fiquei mais tranquilo. E aproveitando uma volta com a pista completamente desimpedida, consegui fazer 1'06''112, o segundo melhor tempo da sessão.



Antes de passarmos à corrida propriamente dita, uma nota: o Jimmy corre num modelo de competição multi-classe e endurance, tendo que gerir psicologicamente o impacto assustador dos monstros GT que o rodeiam, comparativamente muito maiores e mais altos,  manobrar constantemente entre carros mais rápidos e mais lentos e resistir fisicamente a uma prova que parece que nunca mais acaba. A minha corrida, por outro lado, é um sprint de 15 voltas, feito entre 15 carros da mesma classe (o Assetto Corsa não permite mais oponentes em pista e o modo multi-classe colocaria carros em pista que não têm nada a ver com nada).

A corrida acaba por ser um bocado secante, para quem vê, porque é extremamente realista. Partindo de segundo, faço as primeiras voltas com uma pica danada para apanhar o líder, até porque me parecia que estava mais rápido na saída da primeira curva. Mas não é por acaso que o carro da frente tinha feito a pole e acabei apenas por gastar mais borracha do que devia porque não mostrei de facto a perícia necessária para acompanhar o ritmo do sacana. As primeiras sete voltas são assim um bocadinho monótonas.



A partir da volta 8 ou 9 comecei a perceber que não ia conseguir ganhar a corrida e que os pneus estavam a acusar o desastrado esforço a que os tinha submetido. Com o passar do tempo, a concorrência que vinha atrás começou a ganhar terreno e nos últimos minutos a coisa ficou um pouco mais emocionante, porque tive que me empenhar loucamente para resistir aos ataques do AI que vinha em terceiro. Acabei por conseguir manter o segundo lugar numa corrida que, apesar de ter decorrido sem ultrapassagens me parece, até por isso, bem fiel à realidade.



Deixo também as duas últimas voltas, que são as mais emotivas, vistas pelas câmaras exteriores, até para que se tenha uma ideia da estética do Praga e do ambiente de Silverstone no Assetto Corsa.
Boa viagem.

sexta-feira, abril 30, 2021

Poll: Majority of French Agree With Military Generals That the Country is Heading Towards “Civil War”

A new poll has found that a majority of French people support the sentiments expressed in a letter signed by active duty and retired members of the military warning that the country is heading towards a “civil war” caused by failed multiculturalism and attacks on French identity. (...)

UK: Christian Pastor Arrested For Saying Marriage is Between a Man and a Woman

A Christian pastor in the UK was arrested by police after a member of the public reported him for the “homophobic” comment of saying that marriage was between a man and a woman.
The incident occurred outside Uxbridge Station in west London. A video clip shows the elderly pastor being confronted by police and forcefully handcuffed before being led away. (...)

Ciclos solares e eventos climáticos: a relação de causa e efeito de que não te falam no telejornal.

Num clip com o género de conteúdo rigoroso e objectivo que nunca vais encontrar na imprensa, Anton Petrov fala sobre estudos que demonstram a relação estreita entre eventos como o El Nino e os ciclos solares. Nada de novo. Petra Udelhofen já demonstrou há décadas atrás que o clima e as médias térmicas da atmosfera dependem imenso do comportamento do sol. Mas como vivemos num mundo sem memória e num ambiente cada vez mais totalitário, em que toda a gente tem que concordar com as mentiras e os histerismos apocalíticos da narrativa dos media e dos poderes instituídos, é sempre aconselhável ir deixando testemunho da verdade dos factos. Não por ter alguma esperança que as coisas mudem ou por pretensão de que este insignificante blog contribua seja para o que for de positivo, no contexto infernal dos tempos que correm. Apenas por descargo de consciência.

Latest Neural Nets Solve World’s Hardest Equations Faster Than Ever Before

Two new approaches allow deep neural networks to solve entire families of partial differential equations, making it easier to model complicated systems and to do so orders of magnitude faster.

Meditações.

“The happiness of your life depends upon the quality of your thoughts.”
Marcus Aurelius,
Meditations

As minhas horas oscilam agora embaladas por dois movimentos reflexivos completamente dispares - no tempo e na expressão - mas, de certa forma, convergentes. As Meditações de Marco Aurélio, o imperador romano que foi talvez o único rei filósofo da história da humanidade, e esta incrível dissertação lírica e melódica, exercício quase hipnótico, manifesto completamente tântrico, sobre o tema da consciência humana, da autoria da minha querida amiga Carla Melo (com música de Antonio Acunzo). São 25 minutos de pura terapia.

quarta-feira, abril 28, 2021

The Scientists “Debunking” the Wuhan Lab Leak Theory Admit Being ‘Collaborators’ and Honorees of Chinese Communist Party.

Several researchers used by leading corporate media outlets to debunk claims that COVID-19 originated at the Wuhan Institute of Virology have previously attended events or accepted awards from the controversial lab.
The researchers’ Chinese Communist Party ties – which present a clear conflict of interest – are omitted from the media reports, which instead present the scientists as unbiased adjudicators of COVID-19’s origins.

O descalabro dos serviços de saúde mata mais que a pandemia.

Neste clip de eloquência exuberante, que vai rapidamente ser censurado pelo Youtube, pelo que é melhor vê-lo já, percebemos que a gripe chinesa mata menos do que as medidas tomadas para o combater. O histerismo e o medo levaram a que os serviços de saúde se concentrassem, em muitos casos quase exclusivamente, na pandemia, do que resultou um aumento brutal nos índices de mortalidade de outras doenças. E os excessos totalitários das autoridades sanitárias (ou das autoridades, ponto) também contribuíram imenso para um aumento louco de suicídios e overdoses.
Perante mais esta esmagadora evidência aqui apresentada por Matt Christiansen, é impressionante como milhões e milhões e milhões de imbecis em todo o mundo continuam a ser enganados pela narrativa oficial.

Não me canso de bater nos ceguinhos de Hollywood.

 

Facebook Bans Australian Member of Parliament For Anti-Lockdown Posts

Facebook has banned a page run by an Australian Member of Parliament that had over 100,000 followers over its anti-lockdown content, with MP Craig Kelly questioning how a “foreign entity” should have the power to silence an elected representative.

UK Hiring COVID Marshals to Patrol Streets Until 2023 Despite Lockdown Restrictions Supposedly Ending in June

Hint: They’re not ending in June.

Breve introdução ao Neo-Marxismo.

O novo socialismo não quer saber dos trabalhadores. Não advém da ciência da Economia, mas da filosofia niilista. Não prospera nas fábricas, mas nas universidades. Não procura unir, mas dividir. E já não por classe social, mas por raça, por género, por nacionalidade, por cultura; numa palavra: por identidade. E em última análise a divisão identitária objectiva a desagregação do tecido social e a destruição civilizacional. Dinesh D’Souza explica melhor e dá contexto histórico à emergência deste desvio ideológico num clip fundamental para entender o que se está a passar no Ocidente em geral e nos países anglo-saxónicos em particular. Seis minutos clarividentes.

Manual de normas para atrasados mentais.

 

Dois dilemas por dia.

 

Frase da semana.

I see people driving alone in their cars wearing a mask and I wonder if they lay in bed alone wearing a condom.

Anónimo

The WORST Academy Awards Of All Time

terça-feira, abril 27, 2021

O fim da mascarada.

O uso de máscara ao ar livre nunca teve a ver com ciência. Teve sempre a ver com a captura e o (ab)uso de poder de uns, a histeria interesseira e irresponsável de outros e a estupidez e cega obediência de todos. Obediência cega ao ponto dos pais deixarem que os filhos sufoquem nas escolas, apenas porque sim. Obediência cega ao ponto dos joggers correrem com duas máscaras (deve-lhes fazer um bem louco). Obediência cega ao ponto dos automobilistas viajarem sozinhos nos seus automóveis com máscara (sempre um sinal de que se trata de um veículo de transporte de gado). Obediência cega, mas tão cega, obediência estúpida, mas tão estúpida, que sobra para quem não é obediente nem estúpido e que tem que aturar a censura dos estúpidos porque os estúpidos que obedecem cegamente têm sempre uma costela autoritária e sentem-se sumamente desautorizados quando as suas estúpidas convicções não são obedecidas por aqueles que não são assim tão estúpidos nem assim tão obedientes.
Agora porém que até o zelota New York Times confessa por fim que o uso de máscaras ao ar livre sempre foi uma directiva não baseada em qualquer verdade científica comprovável, agora que até o epicentro totalitário sobre a saúde dos americanos, mais conhecido por CDC, anuncia que o uso de máscara ao ar livre já não é necessário (como se alguma vez tivesse sido), agora que até o nazi mor desta pandemia, o execrável senhor Fauci reconhece que não há motivos para a mascarada a céu aberto, fica à vista de toda a gente que tem olhos para ver (não é assim tanta gente como isso), o disparate monumental da directiva e a aberrante facilidade com que a manada segue as ordens do pastor, mesmo que o pastor seja atrasado mental, esteja completamente bêbado e conduza o gado para longe dos pastos.
Tucker Carlson, com a costumeira clarividência e característica presença de espírito, denuncia a fraude. E apela, com a coragem e o desassombro que também lhe são muito próprios, a uma atitude mais proactiva daqueles poucos que não são assim tão obedientes e tão estúpidos: se um estúpido obediente exigir de ti a mesma estúpida obediência, manda-o à merda. Ou melhor ainda: exige que ele obedeça à tua inteligência.

Oscars Ratings Disaster - An Open Letter To Hollywood

Oscars ratings sink to devastating new low with fewer than 10 million tuning in

Ratings for the 93rd Academy Awards have hit an all-time low.
About 9.85 million people watched last night's (25 April) telecast, which marks a 58 per cent drop from last year’s record low.
(...)

O Síndroma do Balão Metereológico #02

Nem de propósito e só para confirmar de forma hilariante o anterior post com o mesmo título, eis os primeiros dez comentários a um teaser da Fox News que anuncia um futuro relatório do governo americano sobre o fenómeno ovni.
A confiança dos americanos nas suas instituições está no ponto mais baixo de sempre, de certeza absoluta e com boas razões. Ainda assim, conseguem manter o humor.


É isto.

 

domingo, abril 25, 2021

Canadian Father Arrested for Referring to 14-Year-Old Biological Daughter Using Female Pronouns

Robert Hoogland was found in contempt of court for referring to his biological daughter with the pronouns “she" and “her”. He is the father of a biological female who identifies as a transgender male. (...)

O Síndroma do Balão Meteorológico.

Este genial comentário a um clip que põe em causa a credibilidade dos vídeos do Pentágono sobre UAPs (Unidentified Aerial Phenomena, a nova nomenclatura para Unidentified Flying Objects) é um divertido e pertinaz sinal dos tempos.
Como recentemente aqui referi, o Pentágono é hoje uma instituição de tal forma descredibilizada que inverte completamente os papeis que até aqui preencheram o imaginário popular relativo aos ovnis. Depois de décadas em que as mais delirantes teorias sobre os pequenos homens verdes provinham essencialmente da sociedade civil, e que chocavam directamente com o silêncio e o cepticismo das "autoridades", das instituições militares e da academia; passámos subitamente para a circunstância meio esquizofrénica de ser o Pentágono a promover a desinformação e os cidadãos a travarem, com reticente desconfiança, bom senso e humor, o livre curso dessas locomotivas de propaganda, que ninguém sabe exactamente onde vão parar e que obscuros objectivos levam na viagem.
No meu caso, quanto mais imagens dúbias o Pentágono traz à luz pública, mais reticente fico sobre a sua fidedignidade. E mais desconfiado permaneço sobre a real motivação dessas revelações. Por exemplo: esta pode muito bem ser apenas mais uma estratégia de disseminação do medo junto das populações, de forma a perpetuar o controlo sobre elas, uma vez que o Covid-19 deixe de ter os super poderes que manifestou no último ano.
A ver vamos.

NASA’s Perseverance Rover Makes Oxygen on Mars for First Time



NASA’s Perseverance rover just notched another first on Mars, one that may help pave the way for astronauts to explore the Red Planet someday.
The rover successfully used its MOXIE instrument to generate oxygen from the thin, carbon dioxide-dominated Martian atmosphere for the first time, demonstrating technology that could both help astronauts breathe and help propel the rockets that get them back home to Earth.
The MOXIE milestone occurred on Tuesday (April 20), just one day after Perseverance watched over another epic Martian first—the first Mars flight of NASA’s Ingenuity helicopter, which rode to the Red Planeton the rover’s belly. (...)

Bom Deus: as plantas gritam (de dor).

Em mais um vídeo bastante perturbador do Anton Petrov, constata-se que as plantas, quando agredidas, gritam. E se gritam é porque sentem. Dor.
Porra. Isto deixou-me um bocadinho chocado, devo confessar.